Amor hoje e sempre !

A planta do apartamento possui  uma circulação para as suítes com dois corredores, formando um “L”. Para que essa passagem ficasse agradável a transformamos no coração do lar, centro que vibra e irradia energia amorosa para o restante dos espaços, através dos quadros com fotos de momentos felizes, desde o momento do namoro ao casamento, as viagens, o nascimento da filha e as curtições que  uma vida familiar harmoniosa proporciona.
O conceito dos espelhos com moldura amarela destaca a importância do momento presente, aquele encontro com o reflexo do agora, com toda bagagem adquirida ao longo do caminho, com a consciência que recordar é maravilhoso, mas viver o presente é o maior presente que podemos ter hoje, sem a nostalgia e o apego de ontem e  a  expectativa e ansiedade do amanhã.
E assim, na lousa, ela, a pequena da casa, desenha o sol, o coração, o castelo, a roda gigante e todas as belezas que ela vivencia agora.

Mais Convivência !


Estica daqui,
integra a varanda.
Estica dali,
integra a cozinha.
Projeto aprovado,
reforma em ação !
O jardim ganha a sala,
a sala ganha a cozinha,
a cozinha ganha o seu lado social,
e todos ganharão !
Mais espaço, mais convivência e  …
Felicidade !

Sono tranquilo


“Se você trabalhar com forças boas será guiado na direção certa e entrará em harmonia com a natureza, do contrário ira para uma direção que causará dor e sofrimento”.
Essa frase faz parte da lenda dos índios norte americanos, comentário de uma aranha a um velho índio, que ao tecer uma peça com um aro de cipó, pelo de cavalo e oferendas, falava sobre os ciclos da vida, conferindo ao objeto mandálico produzido, poder de filtrar os sonhos, orientando os pesadelos a se prenderem nas teias, deixando passar os bons sonhos.
O objeto chamado de filtro dos sonhos é um símbolo, usado principalmente na janela do quarto, para proporcionar um sono tranqüilo.
E falando em sono, é importante lembrar que podemos estar dormindo sobre o inimigo sem saber. Existem no solo perturbações geológicas (veios d’água, falhas geológicas e outros) que podem alterar o metabolismo das células do corpo humano, causando desde uma depressão à doenças como o câncer.
Para saber mais sobre esse assunto acesse páginas e categorias desde blog  com temas como Radiestesia, Geobiologia e Terapia de ambientes ou peça um orçamento para diagnóstico e soluções, através do e-mail: [email protected]

O primeiro de 2014 !

“Oh vento que faz cantiga nas folhas

no alto do coqueiral
Oh vento que ondula as águas
Eu nunca tive saudade igual.“

Dorival Caymmi inspirou-se no coqueiro de Itapõa para compor essa música e eu, na sombra de um coqueiro, também baiano, integrei-me ao azul turquesa do mar em composê com o azul intenso do céu, margeado pela areia branca da praia.Foi o vento que trouxe a cantiga, tão bem cantada por Caetano Veloso e que arrisquei cantar também.
Mas, apesar de todo estimulo sensorial, do vento, do lindo visual, do aroma, foi o movimento das pessoas, cada qual com sua rica história que me fez estar ali, no momento presente, observando a grandeza do universo, muito além da pequenez do meu universo particular.
Então, arriscando cantar novamente, deixei de lado a saudade e no seu lugar surgiu:
“Oh vento que faz cantiga nas folhas
No alto do coqueiral
Oh vento que ondula as águas”
Eu veja tanta beleza,
Que grata fico por total.