Paineira

Nesse domingo, na Festa Junina do Clube Pinheiros, deparei  me com esse Ser da ilustração e contemplei, lá de baixo, como uma criança pequena quando olha para seus pais, sua beleza e grandiosidade.Fiquei curiosa pra saber um pouco mais sobre a Paineira e nada melhor do que o livro “Nossas Árvores – O Resgate do Sagrado para essa pesquisa.

Descobri que ela também é chamada de “Barriguda, por causa do formato do tronco. Diz a lenda brasileira que a Sagrada Família, em fuga para o Egito, passou pelo Brasil. Na aflição, Maria rogou aos céus por ajuda e a barriga dessa árvore se abriu, acolheu e escondeu a Família enquanto os soldados passaram. Desde então, ela foi abençoada com as qualidades de conforto e proteção maternal.”

Gratidão Sandra Siciliano e Carlos Solano por esse livro,” acessível a todos que amam o verde resgatando o sentindo terapêutico, espiritual e cultural das arvores mais conhecidas.”

Readaptando Espaços

No Antes, ela era assim, sem identidade para nova família que queria uma salinha bem intima e aconchegante para assistir Tv.

No Depois, transformamos … e a Salinha acolheu por uns 7 anos, momentos de lazer, recolhimento e acolhimento, cumprindo a função familiar da época.

No Depois do Depois, nova utilidade é necessária agora … ele cresecu, esta cursando Artes Plásticas e precisa de um Espaço organizado para deixar fluir sua criatividade com as novas ferramentas como: papel, lápis, tinta, giz de cera e argila.

Então, ainda em Projeto, vamos transformar porque tudo que queremos ver  de mudanças no macro, começa primeiro no micro.

Na parceria para Projetos!

Há um tempinho, estudávamos juntas, para nos formarmos na oitava série, o que hoje seria o ensino fundamental  … não sei se sonhávamos em ser arquitetas, ainda tínhamos o colegial pela frente … eu só sei que gostávamos de desenhar e tínhamos afinidades como amigas, participando da mesma “panelinha”!

O ano passado tivemos a oportunidade de nos encontrarmos numa festa do pessoal do colégio Pequenópolis e esse ano fizemos nossa primeira parceria.

Foi um Projeto pequeno, onde fiz a parte que mais gosto, a criação, que chamamos de Ante- Projeto e ela desenvolveu o Projeto Executivo, que precisa ser bem detalhado, com todas as medidas e informações de civil, marcenaria, marmoraria, serralheria, materiais de acabamento e outros detalhes, para que a firma executora possa construir sem depender da nossa atuação, se for o caso da não contratação para administração da obra.

Bom, primeiro projeto finalizado e que possamos desenvolver outros com harmonia e clareza.

Gratidão Ana Claudia de Oliveira!