Sonho de menino!

Sou mãe de meninas

De menino, tenho sobrinhos

De materno, para o filho deles, treinei e novamente treino

Se o sonho é de pisar nas nuvens

No azul, o céu é o limite

Se o sonho é de escorregar no arco-íris

Nas alturas colorimos e expandimos vida também

Se o sonho é de ouvir o som das estrelas

Projeto  acordes, na guitarra vermelha

Se o sonho é voar

Fechamos os olhos e viajamos através das galáxias

Se o sonho é dar muita risada

Fazemos cócegas um no outro para nos aproximar

Que diferente é brincar com menino

Sou mãe de meninas! (hoje, mulheres)

Integração de formas, joia rara!

O design que vibra a arte

A arte que gera beleza

A beleza que expõe a forma

A forma que cria leveza

A leveza da alma que dança brilho

O brilho que reluz a vida

A vida que flui natureza

A natureza onde a flor é jóia

A jóia que acende ela

Ela se empondera de luz

Na luz que nasce externa

Se alegra, interna jóia também!

Um grande prazer gerar um Espaço que contém tanta jóia rara, jóias da talentosa designer Monica Di Creddo.

Espalhando energia através do Menir

“Os antigos Druidas possuíam o seu modo de harmonizar águas, falhas, redes magnéticas e outros itens geopatogênicos:  com o correto posicionamento de pedras adequadas, postas exatamente sobre o foco geológico perturbado, eles não só conseguiam a harmonização do local considerado negativo, como também logravam uma façanha muitíssimo interessante do ponto de vista prático, pois o lugar, após o assentamento da pedra, se tornava positivo, ou seja, tinha sua polaridade invertida, e, não bastasse isso, a pedra agia como uma antena, propagando aquela energia que, por sua vez, trabalhava todo seu entorno.(…) As conseqüências eram imediatas: as plantações se tornavam mais fortes, dando colheitas mais abundantes, as pessoas gozavam de saúde e alegria, os animais adquiriam mais vitalidade, o ambiente, como um todo, tornava-se mais harmônico e agradável. (…) De acordo com o formato, a quantidade e a disposição no terreno, os monumentos megalíticos de pedras erigidas pelos Druidas e pelos povos neolíticos se denominavam Cromlechs, Dólmens  ou Menires.” (Texto extraído do livro Geobiologia – a arte do bem sentir de Allan Lopes e Juan Saez)

No caso da foto, tirada no Canto dos Xamãs, em Águas da Prata, trata-se de um Menir- estrutura composta apenas por uma pedra.

O Menir, localizado sobre um Ponto Estrela (ponto ativo, por somarem energia de várias redes telúricas, com potencial aumentado quando coincidem com águas ou falhas) sem contaminação, podem constituir uma verdadeira antena de força, espalhando energia ao redor, podendo curar  e harmonizar o espaço.

Através da Radiestesia , com a Planta do local é possível descobrir o Ponto Estrela para ativá-lo com essa técnica.

Sadi e a Arte Naif

Tive o prazer, neste feriado de Carnaval em Águas da Prata, de conhecer o artista plástico Sadi Souza Barros e suas obras de Arte Naif

“A Arte Naif  começou a afirmar-se como uma corrente que aborda os contextos artísticos de modo espontâneo e com plena liberdade estética e de expressão e os seus seguidores definem-na hoje como a arte livre de convenções (…) caracteriza-se, em termos gerais, por uma aparente simplicidade e pela liberdade que o autor tem para relacionar ou desagregar, a seu belo prazer, determinados elementos considerados formais, a inexistência de perspectiva (…) exprime ainda, de um modo geral, alegria, felicidade, espontaneidade e imaginários complexos, resultando, as vezes, todo este conjunto numa beleza aparentemente desequilibrada mas sempre muito sugestiva.Alguns críticos afirmam que, contrastados com os acadêmicos, que pintam com o cérebro, os  “ingênuos” pintam  só com a alma. Esta parece ser a verdadeira essência do Naif, claramente o estilo de quem já nasce com o dom de ser artista …”( texto extraído de Allarts Gallery-Lisboa)

Sadi afirma ser um autodidata que gosta de viajar com a mente nas festas do Brasil, criando paisagens inexistentes que o fazem sair de si. Ele já participou de muitas exposições onde recebeu mensões honrosas, medalhas de ouro, prata, bronze,troféus e é um artista catalogado no Livro dos Pintores de Júlio Louzada, no Livro de Pintores Primitivos do Brasil de José Nazaré Mimeses, Livro Baú de Couro de Ademaro Prezia, Registro dos Artístas Internacionais, Museus no Brasil e exterior e diversos outros catálogos.

Para encomendar sua pintura ou conhecer mais sobre o trabalho do artista, entrar em contato pelos telefones (19)36422345 ou (19)993350803.

Um processo!

Apesar de ser apenas 3 m2, neste caso do banheiro da foto, para que a reforma se realize com Mestria, é necessário que as etapas sejam respeitadas e existe um  tempo de processamento para isso.

No ANTES, um desejo de mudança  expresso pelo contratante e uma vontade de transformar e executar, conhecimento e amor do contratado.

No ANTE_PROJETO uma proposta bonita e funcional aguarda aprovação.

No EXECUTIVO, após aprovação, desenhos técnicos facilitam a execução para os contratados (civil, marcenaria, marmoraria, gesso, iluminação e etc)

No DURANTE, demolições, construções, elaborações, reuniões, chegada e recebimento de material básico e de acabamento, organização de pessoas, materiais e o tempo para cada etapa.

No DEPOIS a satisfação de que todo o processo valeu à pena e a gratidão pelo trabalho realizado.

E na VIDA, fazendo um paralelo, não é muito diferente o processo de realização, levando em conta que é preciso primeiramente saber o que se quer (não colocando dúvidas) … depois sonhar, mentalizar … depois  colocar metas, tornar exeqüível, vivificar … depois deixar executar levando em conta a confiança no plano Divino (no caso da obra, nos profissionais contratados) e depois ser grato pelo trabalho realizado.