Projeção

Ahhh o espelho … não adianta fugir … olhe profundamente nos meus olhos e diga se oque você está apontando também não é seu !

” Cada qual está projetando uma imagem que construiu em sua mente, de maneira a encobrir o rosto verdadeiro da pessoa para quem está olhando. Todos nós podemos cair na armadilha de projetar filmes de nossa própria autoria, sobre situações e as pessoas à nossa volta. Isso acontece quando não estamos plenamente conscientes de nossas expectativas, desejos e julgamentos; em vez de assumir a responsabilidade por tais expectativas, desejos e julgamentos, e de reconhê-los como nossos, tentamos atribuí-los aos outros. Uma projeção pode ser diabólica ou divina, perturbadora ou confortadora, mas continua sendo uma projeção … uma nuvem que nos impede de ver a realidade como ela é. O único modo de escapar disso é entender como funciona o jogo. Quando você der com o julgamento se formando a respeito de outra pessoa, vire-o do avesso : aquilo que você está vendo no outro, na verdade, não pertence a você ? A sua visão está límpida ou obstruída pelo que você quer ver ? ( trecho  carta Projeção – O Tarô Zen, de Osho)

Brotou a Primavera !

Ela nasceu com a primavera e como a primavera ela está em flor.

Brotou seus 20 anos !

Nova fase, novo quarto, com novo piso, nova cama, nova cor.

Velhos talentos expressos, velhos amigos emolduram os porta retratos, velhos e novos adornos dão vida aos nichos, agora pintados de branco.

Vida renovada com delicadeza e amor !

Feliz Primavera … Feliz Ano Novo, Jú !

Ouça e aproveite !

“ Quando você vai até uma cachoeira e senta se perto dela, você escuta, mas você interpreta o que a cachoeira diz ?

Ela não diz nada … embora fale. Ela diz muito, muito que não pode ser dito

O que você faz perto de uma cachoeira ?

Você ouve, fica em silêncio e parado, fica absorto.Você deixa que a cachoeira entre cada vez mais fundo dentro de você. Então, por dentro, tudo fica calmo e quieto. Você se torna um templo, o desconhecido entra por meio da cachoeira “.

(…)

“ Antes de penetrar em suas palavras, lembre-se da significância das palavras, não no significado; a música, a melodia, não o significado; o som da mente sem som, seu coração, não seu pensamento. Você precisa escutar seu ser, a cachoeira.

Como ouvir ? Fique quieto. Não leve junto sua mente. Não comece a pensar: O que ele está dizendo ? Apenas ouça sem se decidir por este caminho ou por aquele, sem dizer se está certo ou errado, se você está convencido ou não. Ele não está interessado nas suas convicções, você também precisa não se preocupar com elas.

Apenas ouça e aproveite ! ”

Trecho retirado do livro : Zen – Osho

 

 

I Congresso de Radiestesia Genética

 

Faltam 11 dias para o I Congresso de Radiestesia Genética (21 e 22 de setembro) que acontecerá no Hotel Matsubara, em São Paulo.

Recomendo porque há dois anos  utilizo a técnica da Radgen junto com outros conhecimentos de Feng Shui e Geobiologia em meus Projetos e tenho obtido resultados maravilhosos.

Eu, como Arquiteta e Designer de interiores, busquei o conhecimento da Radiestesia Genética com o objetivo de dar segurança aos meus clientes com relação aos espaços habitados e sua salubridade e ganhei na verdade, além desse novo trabalho, conhecimento, ferramentas e gráficos para tratamento também do ser humano como um todo, onde se tem todas as possíveis causas de origens das doenças, indo desde uma causa física até desordens causadas por antepassados destes pacientes, bem como os processos de cura.  

Os temas das palestras abordarão, além das curiosidades sobre os casos e resultados da técnica, assuntos como : Radiestesia Genética – o Sistema pela mestra da técnica Patrícia Bortone, Desvios posturais por Maíra Valenzi, Radgen e o Método Kovacsik na cura do câncer por Tatiana Rodello, trabalho científico Radgen por Elice Carneiro, Blindagem energética e Energyvamp por Andréa Moreira, Veterinária na Radgen por Luciana Sales, Cicatrização por Bruno Tripeno e Rendimento agrícola por Adriano Hildebrant, além de outras palestras com ilustres convidados como Ananda Prem explanando sobre Geometria Sagrada, Daniel  Kovacsik  e o Método Kovacsik, Paulo Silva e as Conexões quânticas e os Tratamentos de saúde e Juan Ribault com o Sistema eficaz de transformação acelerada (S.E.T.A).

Observando os nomes dos palestrantes … todos, amigos ou conhecidos, já que a maioria deles se formou comigo na Turma 8 da Radgen, no Ceata e os outros, a vida deu a oportunidade de conhecê-los nessa enorme rede de sincronicidades.

Ainda dá tempo de se inscrever através do site: www.radiestesiagenetica.com.br

E como as nuvens …

Esse por do sol  do dia 31 de agosto de 2013 foi emoldurado no portal da capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Gonçalves.Ele está eternizado nessa imagem, de certa forma na minha memória, sempre será único, mas nunca mais verei essa cena novamente, nem mesmo à emoção daquele momento, apesar de bem vivenciado. Aquele momento, como aquele dia, aquele sol, aquelas nuvens, daquela forma … nunca mais ! Somente fica a percepção de vivenciar o aqui e o agora como um presente e a  aceitação de que todas as coisas e pessoas são impermanentes e para esse entendimento busco o acolhimento, através da sabedoria do monge budista Thich Nhat Hanh :

  “ Se você perguntar a uma nuvem: Quantos anos você tem? Você pode me dar a data de seu nascimento? Você poderá ouvir profundamente e receber uma resposta. Você pode imaginar uma nuvem nascendo. Antes de nascer ela era a água na superfície do oceano, ou estava  no rio e depois se tornou vapor. Estava lá também o sol porque o sol faz o vapor. O vento estava lá também, ajudando a água a se tornar nuvem. A nuvem não vem do nada; há apenas uma mudança de forma. Ela não nasce do nada. Mais cedo ou mais tarde a nuvem se transformará em chuva, neve ou gelo. Se você olhar profundamente a chuva, você poderá ver a nuvem. A nuvem não foi perdida; ela foi transformada em chuva, e a chuva é transformada em grama e a grama em vacas e depois em leite e depois no sorvete que você toma. Hoje se você tomar um sorvete, dê uma olhada nele e diga: Olá nuvem! Eu te reconheço. Fazendo isso, você terá insight e entendimento na real natureza do sorvete e da nuvem. Você também poderá ver o oceano, o rio, o calor, o sol, a grama e a vaca no sorvete.Olhando profundamente, você não vê a data real de nascimento e não vê uma data real da morte da nuvem. Tudo que acontece é que a nuvem se transforma em chuva ou neve. Não há morte real porque sempre há uma continuação. Uma nuvem é a continuação do oceano, e da mesma forma o rio, o calor do sol e a chuva são a continuação da nuvem.”

 Dedico esse post a amiga Elaine Martins.