Suspensa no ar

Suspensa por cabos de aço ela é o atrativo do apartamento !

Recentemente demos novos ares ao lar, renovando plantas, reformando sofá, cadeiras e poltronas com novos tecidos, trocando o tapete, mas ela … a mesa, continua a brilhar.

Será que é por ser diferente das outras ?

Será que desafia por não ter uma base ?

Por cumprir a função sem ser obvia ?

Por parecer flutuar ?

Sei lá … só sei que brilha, suspensa no ar !

Mais fotos desse apartamento :

no images were found

Sorrir

Para Aline Stürmer : ” O sorriso é a forma mais universal de expressar a alegria e a cumplicidade de um momento, estimulador do processo de cura e protagonista da arte de viver em direção à felicidade “, concordo plenamente com ela  … para Chaplin e Tuner Parsons : ” Sorrir … vai mentindo a sua dor  e ao notar que tu sorrir… todo mundo irá supor que és feliz “, concordo com eles também, mas o ” mentir” no sentindo de não só contagiar o outro com o sorriso, mas principalmente contagiar a si mesmo … até que o movimento voluntário dos músculos da face se transforme em movimento involuntário … natural e espontâneo, fazendo uma conexão com cérebro nas lembranças felizes … até que o fio condutor de serotonina faça o seu trabalho alquímico.Importante comentar também que a dor deve ser acolhida … não adianta fingir que ela não existe … ela pode existir … ser compreendida, porém o riso e a celebração colaboram no processo da cura.

Ontem, ao visitar um apartamento que projetei e executei há 7 anos, ele sorriu pra mim ! … ele continua tendo a alegria laranja do sorriso de um lar e mesmo necessitando de manutenção, de nova programação para o quarto e de um terapeuta de ambientes, motivos pela qual fui solicitada, existe nele  o impulso de ser feliz, mesmo que em algum momento, seus habitantes não estejam num momento tão ” laranja” assim, ele vai espelhar esse objetivo, até que a sintonia entre habitante e  “habitat” se restabeleça novamente.

Assim é !

Ajustamento

 

 Diariamente recebo, através do facebook, leitura do Tarot do Paulo Cavalcanti e no dia de hoje vibra o 8, o Arcano do “Ajustamento”, oferecendo o equilíbrio das polaridades, o ajustamento do que encontramos que precisa ser trabalhado e equilibrado.

Coincidentemente, hoje é o dia da semana que  posto no meu blog temas relacionados a Arquitetura, Design, Arte, Feng shui e outros e  não havia elaborado nada  ainda, porém o Universo sempre conspira a nosso favor e caiu em minhas mãos essa leitura, com a dica : ” Não deixe de ajustar o que precisa ser ajustado, sabe aquele cantinho da parede que precisa de um reparo, e toda vez que você passa por ele, pensa, preciso arrumar isto… ??? Essa é a questão, toda vez que isso acontece um pouquinho da sua energia fica naquele pedacinho de parede quebrada. Resolva rapidamente, concerte a parede e livre do velho, para que possa entrar o novo. É preciso caminhar para um finalização antes que se inaugure um novo momento ou um novo ciclo.
Pense com prosperidade, pense positivamente na sua vida, em você e naquilo que você mais deseja.
Acredite: Você PODE! ” …
Ele fala também do Octógono como ” um intermediário entre o quadrado e o círculo, ou seja matéria e espírito. Deitado, como uma lemniscata, também simboliza o infinito. São dois círculos interligados, nos mostrando algo sem fim, onde finaliza um, começa outro.Se o quatro é encarnado o oito é duas vezes encarnado, e isso lhe confere uma transcendência, valores passam a ser reconsiderados e elevados, é o seu paradoxo. Como ele é muito forte na matéria, deixa de lado as preocupações de subsistência e passa para uma espira maior na evolução. Desejando fazer com consciência e para gerar equilíbrio. ”

 Bom, se você não entendeu a relação entre o texto e  o tema para  este blog, agora vai entender … O Baguá, mapa do Feng Shui, é um Octógono, onde trabalhamos 8 áreas de nossas vidas: Trabalho, Conhecimento, Família, Prosperidade, Sucesso, Relacionamento, Criatividade e Amigos como uma forma de trazer harmonia e equilibrio para esses aspectos, além da vibração positiva proporcionado pela Geometria Sagrada dessa forma, trabalhamos os elementos (água, madeira, fogo, terra e metal ), bem como valorizamos o cuidado com o espaço, como um ser vivo, que necessita de cuidados, como limpeza e manutenção.

Interessante observar a sintonia … vibrou em mim, tanto na busca de um tema para elaborar um texto para o blog, como na vida … ando pensando em renovar coisas em casa, pintar uma parede situada no guá da familia, pintar o portão, limpar e impermeabilizar o piso de tijolo e outras coisinhas mais … vou gastar ($) !!!  Siga o conselho : ” Pense com prosperidade  … acredite: Você PODE! “

” Imagem e semelhança de Deus “

 

” O entendimento dos símbolos e dos rituais (simbólicos) exige do intérprete que possua cinco qualidades ou condições, sem as quais os símbolos serão para ele mortos, e ele um morto para eles.

    A primeira é a SIMPATIA; não direi a primeira em tempo, mas a primeira conforme vou citando, e cito por graus de simplicidade. Tem o intérprete que sentir simpatia pelo símbolo que se propõe interpretar.
    A segunda é a INTUIÇÃO. A simpatia pode auxiliá-la, se ela já existe, porém não criá-la. Por intuição se entende aquela espécie de entendimento com que se sente o que está além do símbolo, sem que se veja.
    A terceira é a INTELIGÊNCIA. A inteligência analisa, decompõe, reconstrói noutro nível o símbolo; tem, porém, que fazê-lo depois que, no fundo, é tudo o mesmo. Não direi erudição, como poderia no exame dos símbolos, é o de relacionar no alto o que está de acordo com a relação que está embaixo. Não poderá fazer isto se a simpatia não tiver lembrado essa relação, se a intuição a não tiver estabelecido. Então a inteligência, de discursiva que naturalmente é, se tornará analógica, e o símbolo poderá ser interpretado.
    A quarta é a COMPREENSÃO, entendendo por esta palavra o conhecimento de outras matérias, que permitam que o símbolo seja iluminado por várias luzes, relacionado com vários outros símbolos, pois que, no fundo, é tudo o mesmo. Não direi erudição, como poderia ter dito, pois a erudição é uma soma; nem direi cultura, pois a cultura é uma síntese; e a compreensão é uma vida. Assim certos símbolos não podem ser bem entendidos se não houver antes, ou no mesmo tempo, o entendimento de símbolos diferentes.
    A quinta é a menos definível. Direi talvez, falando a uns, que é a graça, falando a outros, que é a mão do Superior Incógnito, falando a terceiros, que é o Conhecimento e a Conversação do Santo Anjo da Guarda, entendendo cada uma destas coisas, que são a mesma da maneira como as entendem aqueles que delas usam, falando ou escrevendo. “

Essa mensagem de Fernando Pessoa foi o guia no curso de Geometria Sagrada com o facilitador Allan Lopes.

No processo de construir e colorir formas geométricas  partindo do círculo, passando pela vesica, triângulo  até chegar ao decágono, assim como na execução da mandala solsticial com seus quadrados e círculos dos elementos ( terra,água, ar e fogo); antes de usarmos o mental para definirmos as características e funções de cada desenho, exercitamos a SIMPATIA, o sentir, a INTUIÇÃO e isso foi um grande estímulo com relação à credibilidade dos efeitos das formas, com suas proporções geométricas, que as tornam sagradas, já que a reconhecemos na menor partícula subatômica até os grupamentos de galáxias mais distantes do cosmo.

Os benefícios podem ser sentidos, quando bem aplicados, na criação de uma jóia, logotipo, objeto, na arquitetura, urbanização de uma cidade e tantos outros, uma ferramenta que pode transformar a matéria … a imagem e semelhança de DEUS !

Foto : Kiko Albert

Livros e mais livros !

 

” Ler é sonhar pela mão de outrem. Ler mal e por alto é libertarmo-nos da mão que nos conduz. A superficialidade na erudição é o melhor modo de ler bem e ser profundo.” ( Fernando Pessoa )

” Dupla delícia o livro traz a vantagem de a gente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado.” ( Mário Quintana )

Ler fornece ao espírito materiais para o conhecimento, mas só o pensar faz nosso o que lemos.” ( John Locke )

Eu, por exemplo, gosto do cheiro dos livros. Gosto de interromper a leitura num trecho especialmente bonito e encostá-lo contra o peito, fechado, enquanto penso no que foi lido. Depois reabro e continuo a viagem. (…) Gosto do barulho das paginas sendo folheadas. Gosto das marcas de velhice que o livro vai ganhando: (…) a lombada descascando, o volume ficando meio ondulado com o manuseio. Tem gente que diz que uma casa sem cortinas é uma casa nua. Eu penso o mesmo de uma casa sem livros.” ( Martha Medeiros )

” O simples ato da leitura transforma a nossa forma de pensar e enriquece o nosso conhecimento, gerando uma capacidade imensurável de criar o inimaginável.” ( Thiago Henrique Miranda )

”  A leitura deve ser para o espírito como o alimento para o corpo, moderada, sã e de boa digestão.” ( Marquês de Maricá )

 Todo livro que merece ser lido, deve ser compartilhado, ao menos, se apego tivermos, guardado com carinho.