Sabedoria Tolteca

Essa  imagem é de um Centro Comercial que projetei na Granja Viana ( Cotia – SP ). O pé direito alto, a transparência, a pirâmide e a mandala fizeram com que eu escolhesse essa foto, para ilustrar esse post, como reflexão sobre os 4 compromissos Toltecas, tema também abordado nas palestras do Ananda Prem no Espaço Matrix e no nosso escritório.

São eles :

“1- Seja impecável com sua palavra. Através da palavra torna-se possível a expressão do poder criativo. A palavra é um instrumento de magia: branca ou negra. Uma faca de dois gumes: pode materializar o mais exuberante dos sonhos ou destruir uma nação. Dependendo de como é usada, ela pode gerar liberdade ou escravidão. Ser impecável é não contrariar sua natureza, é assumir a responsabilidade por seus atos, pensamentos e sentimentos, sem julgamentos ou culpas. Sem peccatu. Ser impecável com a própria palavra é empregar corretamente a sua energia, ou seja, não desperdiçar ou perder energia e poder pessoal. É usar a palavra na direção da verdade e do amor por você. Se você se comprometer a ser impecável com sua palavra, basta essa intenção para que a verdade se manifeste por seu intermédio e limpe todo o veneno emocional que existe em seu interior.

2- Não leve nada para o lado pessoal. Se você leva tudo para o pessoal é porque concorda com o que está sendo dito. Ao concordar todo o veneno passa a fazer parte de você. O que causa seu próprio envenenamento é o que os toltecas chamam de importância pessoal, expressão máxima do egocentrismo. Nada do que os outros fazem é motivado por você, é por causa deles mesmos. Todas as pessoas vivem em seu próprio sonho, nevoeiro ou mente, inclusive você. Se você aceita o lixo emocional do outro, ele passa a ser seu também. Se você se ofender sua reação será defender suas crenças e criar mais conflitos. Então, se você fica brava comigo, sei que está lidando consigo mesma. Sou apenas uma desculpa para você se irritar e fingir que não tem medo. Mas na verdade, sua braveza é uma expressão do seu medo. Sem medo não existe motivo para se irritar, brigar ou me odiar. Sem medo, não há motivo para sentir ansiedade, ciúme inveja.

3- Não tire conclusões. Temos a tendência a tirar conclusões sobre tudo. Interpretar tudo segundo nossa ótica, nossa mente, nossas crenças. É que acreditamos que elas são verdadeiras. Poderíamos jurar que são reais. Tiramos conclusões sobre o que os outros estão fazendo e pensando – levamos para o lado pessoal -, então os culpamos e reagimos enviando veneno emocional com nossa palavra. Por isso, fazemos presunções, estamos pedindo problemas. Tiramos uma conclusão, entendemos de modo errado, levamos para o pessoal e acabamos criando um grande conflito interno, familiar, profissional, mundial, do nada. Como ficamos com medo de pedir esclarecimentos, tiramos conclusões e acreditamos estar certos sobre elas; depois as defendemos e tentamos tornar a outra pessoa errada. Sempre é melhor fazer perguntas do que tirar conclusões, porque as conclusões nos predispõem ao sofrimento. O grande mitote na mente humana cria um bocado de caos, que faz com que interpretemos mal e tudo errado. Apenas enxergamos o que queremos enxergar e escutamos o que queremos escutar. Temos o hábito de sonhar sem base na realidade. Literalmente, enxergamos e escutamos coisas com nossa embaçada imaginação.

4- Dê sempre o melhor de si. Na verdade, esse é o compromisso de colocar na prática os outros 3 compromissos. Você nasceu com o direito de ser feliz. Nasceu com o direito de amar, de aproveitar e compartilhar seu amor. Você está vivo. Portanto, tome sua vida e a aproveite. Não resista à vida que está passando através de você, porque é Deus passando através de você. Apenas sua existência prova a existência de Deus. Sua existência prova a existência da vida e da energia.Não precisamos saber ou provar coisa alguma. Simplesmente ser, assumir o risco e apreciar a vida é tudo o que importa. Diga “não” quando tiver de dizer “não” e “sim” quando tiver de dizer “sim”. Você tem o direito de ser você. E só pode ser você quando dá o melhor de si. Quando não dá o melhor de si, está se negando o direito de ser você. Essa é uma semente que deve alimentar em sua mente. Você não precisa de grande sabedoria nem de grandes conceitos filosóficos. Não precisa da aceitação dos outros. Você expressa sua divindade estando vivo e amando a si e aos outros. Os primeiros três compromissos só vão funcionar se você fizer o melhor.Não espere sempre poder ser impecável com as suas palavras. Seus hábitos rotineiros são fortes e enraizados demais em sua mente. Mas você sempre pode fazer o melhor… ” ( Conceição Trucom baseado no livro Os quatro compromissos  de Don Miguel Ruiz )

Congresso sobre o Bem Viver

O III Congresso Internacional de Geobiologia – Casa Saudável aconteceu dias 15,16 e 17 de novembro, em São Paulo e foi uma vivência maravilhosa e inesquecível !

O tema sobre sustentabilidade foi bastante explorado, levando em conta as diversas perspectivas da realidade, com fatores que envolvem emocional, criatividade, estética, valores, identidade, espiritualidade e outros, com uma abordagem mais integral, como palestrou o psicólogo Celso Nogueira.

O arquiteto André Buarque falou da importância de  levar consciência ambiental ao estudante de arquitetura, além de outros temas levantados também por Frank Siciliano, que mostrou exemplos de projetos construídos por ele, que a partir do design,  proporcionam melhor ventilação e iluminação, bem como a escolha dos materiais. A arquiteta Loredana Albieri exemplificou como a Bioarquitetura funciona na Itália e nos outros paises da Europa e Peter Van Lenger, com seus “divórcios” com supermercado, farmácia e casas de material de construção, mostrou que em Tibá e em outros locais, a consciência ambiental é vivida de maneira plena.

Robert Steller explanou sobre soluções para pontos que geram campos elétricos e eletromagnéticos e tivemos pesquisas realizadas pela bióloga Mônica Louvison que comprovam o efeito prejudicial dessas ondas negativas e suas consequências em nossa saúde.

Outro ponto abordado foi o diferencial de se oferecer a saúde e o bem estar como serviços agregados na arquitetura, como explanou tão bem a arquiteta Aline Mendes e para que, todo o benefício que o Feng Shui e a Geobiologia oferecem não pareça uma ilusão para alguns descrentes, trabalhos científicos foram apresentados, comprovando como a psicologia ambiental pode melhorar o habitar, conforme palestrou a arquiteta Angélica Rente e respectivamente comprovações para um ambiente mais produtivo conforme pesquisa do arquiteto Ormy Hütner Júnior.

O arquiteto Welton Santos lembrou a importância da humildade, no resgate da criança interior curada, para despertar o auto amor e consequentemente poder trabalhar para um bem maior, o nosso Planeta.

Carlos Solano começou sua palestra com um lindo poema e desenvolveu o tema sobre as traduções da Casa Natural e seus ensinamentos para purificar e abençoar o ambiente … emocionante !!!

Toni Backes falou sobre o paisagismo regenerativo para celebrar a vida, através do acaso projetado, contando com espécies já existentes no local, as que nascem espontaneamente e as novas a serem implantadas, levando em conta a biodiversidade … e falando em plantas, a terapeuta ambiental Sandra Siciliano conduziu uma meditação maravilhosa, onde todos puderam sentir-se árvore, conectando-se com a terra, sentindo a seiva e sintonizando com o simbolismo da imagem da árvore que cada um visualizou. A minha foi uma jabuticabeira que representa a alegria e o resgate da criança interior … nossa quanta sintonia !!! … recebi duas sementes de árvore para plantar codificadas de alegria … quantos presentes !!! … além de todos que já citei, ainda ganhamos : caneca ( para evitar usar copo plástico nos coffees ), essências para ambientes, apresentações musicais belíssimas como : Geosound, Citara e Quinteto de cordas, mesa redonda sobre sustentabilidade com os palestrantes e com o  paisagista convidado Raul Cânovas e Marcelus Oliveira, dança circular, novos amigos e um cerimonial do plantio de uma árvore com a intenção anotada no papel do que desejamos para o nosso Planeta … lindo demais !!!

Gratidão a querida Selma Luiza Lopes, a toda equipe da organização do evento, a todos os palestrantes, mas principalmente ao Allan Lopes por suas palestras com ensinamentos claros sobre o viver saudável, mas quero dar ênfase aqui pela sua iniciativa e determinação no Bem, no Belo e na Luz, no caminho da Unidade.

 

Coleta de lixo

 

Acredito que estamos mais conscientes com relação ao lixo que criamos e que a coleta seletiva é fundamental para prolongar a vida útil dos aterros sanitários, para diminuir a poluição do solo, para previnir enchentes, para reduzir a extração dos recursos naturais, possibilitando a reciclagem de materiais que iriam para o lixo.

Podemos fazer a nossa parte separando o lixo orgânico do reciclado e encaminhando … porém não dá para negar que a dificuldade começa nesse processo do encaminhar, que parece meio arcaico, principalmente quando se mora em casa, fora de condomínio, onde não existe um incentivo de infra estrutura para essa coleta. Costumo acumular o lixo reciclado em casa e uma vez por semana, encho o porta mala do carro de sacos em direção ao Pão de Açucar próximo de casa, que possui um sistema de triagem para esse fim. No meu bairro, nas proximidades de casa, existe um ponto com uma lixeira seletiva, porém a demanda de lixo é maior que os recipientes  disponíveis e acaba poluindo visualmente o local.

Mas como fazer então ? Qual seria a solução para liquidar com esse acúmulo de lixo e circulação de caminhões, que  geram um custo para prefeitura, não resolvem efetivamente o problema e poluem o meio ambiente. Que tal  investir em obras subterrâneas, como nosso sistema de esgoto ? Parece loucura, mas em Barcelona, esse sonho é realidade e funciona muito bem como ilustra o video:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=SmYomL0j_IE[/youtube]

Na bagagem : sabedoria e leveza

Filosofando sobre envelhecer, observo que um dos motivos desse processo que facilita o adoecer seja o peso que carregamos agora, bem maior do que quando eramos jovens.

Com exceção das experiências que são transformadas em sabedoria e absorvidas pelo corpo tornando-se leves e facilitadoras … outras parecem carregar a mente, a alma e o corpo, de uma tal maneira, que nos impedem de caminharmos com liberdade.

Existem várias ferramentas que prometem liberar esses ” lixos “, estes que muitas vezes são sinônimos de traumas, medos, bloqueios energéticos, que com o decorrer da vida, se não forem sendo limpos, vão se acumulando a ponto de chegar num limite que conhecemos como doença e estresse.

Há disponibilidade de métodos que atuam com o propósito de trabalhar essas questões como : Terapia, Meditação, Linha da vida, Ancestralidade, Caminhos Interiores com  técnicas como o EFT e de  Auto Perdão, que facilitam a liberação desses ” lixos “.

Gosto de, através do meu trabalho, oferecer ferramentas para facilitar também esse processo, e existem vários posts neste blog que colaboram com esse tema, mas gostaria de destacar alguns como :Feng Shui= um processo de cura , “Verde que te quero verde”. , Meditação ativa no banheiro , Liberar para então … concretizar ! , O “Tao” da Unidade .

Mãos a obra na transformação do chumbo em ouro  !!!