Cristais

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=a-zifct9Wzo[/youtube]

“…os sentimentos que você escondeu ao longo do caminho … pode ter certeza …tudo isso ficou aí …apertado em algum canto… em nosso corpo mora as nossas dores e as nossas alegrias …”

“… os cristais tomam e devolvem energia… transporte para o cristal tudo que não faz sentido mais para sua vida … e jogue no mar “

Que video maravilhoso !  Que lição de vida interpretada por esta grande atriz Fernanda Montenegro !

Eu costumo deixar os cristais de molho em água com sal grosso, depois em água corrente e visualizo que toda negatividade se transforma e é purificada pela luz do sol, mas se quisermos trabalhar o desapego também, vamos seguir o conselho da Fernanda : “… jogue no mar.

Destralhe-se

  DSCN5584

… “vida nenhuma prospera se estiver pesada e intoxicada”. Já ouviu falar em toxinas da casa? Pois são objetos e roupas que você não gosta ou não usa, coisas feias ou quebradas, velhas cartas, plantas mortas ou doentes, recibos, jornais e revistas antigos, remédios vencidos, meias e sapatos estragados… Ufa, que peso! “O que está fora está dentro e isso afeta a saúde”, aprendi com dona Francisca.

– “Saúde é o que interessa. O resto não tem pressa”!, ela diz, enquanto me ajuda a ‘destralhar’, ou liberar as tralhas da casa.

O ‘destralhamento’ é uma das formas mais rápidas de transformar a vida e pode muito bem ajudar outras terapias. “A saúde melhora, a criatividade cresce e os relacionamentos se aprimoram”, também ensina o feng shui, com a delicadeza própria das artes orientais. Para o feng shui, é comum se sentir cansado, deprimido ou desanimado em um ambiente cheio de entulho, pois “existem fios invisíveis nos ligando àquilo que possuímos”. Outros possíveis efeitos do acúmulo e da bagunça: sentir-se desorganizado, fracassado e limitado, aumento de peso, apego ao passado… “No porão e no sótão, as tralhas viram sobrecarga; na entrada, restringem o fluxo da vida; empilhadas no chão, nos puxam para baixo; acima, são dores de cabeça; sob a cama, poluem o sono”.

Então… Se dona Francisca falou e o feng shui concordou, nada de moleza! -“Oito horas para trabalhar, oito para descansar, oito para se cuidar!”, diz a comadre. -E nada de limpar só por onde o padre passa…

“DESTRALHE-SE” !

Perguntinhas úteis na hora de liberar os armários: Por que estou guardando isso? Será que tem a ver comigo hoje? O que vou sentir ao liberar? E vá fazendo pilhas separadas de doar, vender e jogar fora.

Depois de destralhar, jogue sal grosso nos ralos. Ponha um prato com carvão no quarto (tira os cheiros e as energias ruins). Deixe um ramo de boldo em um copo d’água para purificar. Para destralhar mais, livre-se de barulhos e luzes fortes, cores berrantes, odores químicos, revestimentos sintéticos, libere mágoas, pare de fumar, diminua o uso da carne, termine projetos inacabados.

“Se deixas sair o que está em ti, o que deixas sair te salvará. Se não deixas sair o que está em ti, o que não deixas sair te destruirá”, arremata o mestre Jesus, no evangelho de Tomé.

“Acumular nos dá a sensação de permanência, apesar de a vida ser impermanente”, diz a sabedoria oriental. O Ocidente resiste a essa idéia e, assim, perde contato com o sagrado instante presente.

 Dona Francisca me conta que “as frutas nascem azedas e, no pé, vão ficando docinhas com o tempo”. -A gente deveria de ser assim, ela diz. -“Destralhar ajuda a adocicar.”

 “Merecemos ter para ser”, diz um mestre de feng shui.

Se os sábios concordam, não sou eu que vou discordar…

“As pessoas realmente ligadas não precisam de ligação física. Quando se encontram, ou reencontram, mesmo depois de muitos anos , a amizade é tão forte quanto sempre.” (Deng Ming-Dao )

Fonte : Carlos Solano

Este texto do Carlos Solano apareceu num insight, hoje, quando fazia Taichi. Estava vivenciando o tempo mítico, atemporal, coisa que esta meditação em movimento propicia e o DESTRALHE-SE da casa da mente aconteceu naturalmente. Esvaziei…esvaziei, DEIXEI IR  preocupações, medos, distrações, necessidade de controle, macaquinhos pulando e falando sem parar.

Dedico este post a Ana Maria Pinheiro, minha querida mestra do Tai chi chuan.

Quando o Talento = Abundância

Segundo Deepak Chopra no seu livro As sete leis espirituais do sucesso , existe  uma lei denominada lei do darma. Esta lei diz  : “… todo ser humano tem um talento único. Ou seja, você tem um talento só seu. Ele é único em sua expressão e tão específico que ninguém mais em todo o planeta tem um igual, ou maneira parecida de expressá-lo. Isso significa que há uma coisa que você pode fazer e de um jeito melhor do que qualquer outra pessoa sobre a terra. Quando você está fazendo essa coisa, perde a noção do tempo. E quando está expressando esse talento único você penetra na consciência atemporal. … Quando você combina a capacidade de expressar seu talento único com benefícios à humanidade, está fazendo pleno uso da lei do darma. Agindo assim, e somando a experiência de sua própria espiritualidade, o campo da potencialidade pura, não há meios de você não ter acesso à abundância ilimitada, porque essa é a verdadeira forma de se obter abundância.”

Observo que muitas pessoas possuem dificuldade de descobrir este talento, até porque, as vezes, possuem muitos e fica difícil focalizar.

A dica do Feng Shui para este caso é intensificar energeticamente o Guá do Trabalho da casa, que pode ser localizado através do Baguá (mapa colocado sobre a planta da casa). O elemento que rege esta área é a Água que simbolicamente nos convida à um mergulho profundo no nosso ser, no inconsciente … na busca da aceitação de si, da verdade, da coragem de ser natural, da metamorfose da ” substância do ser” à potencialização do seu destino.

Na prática este elemento Água, pode estar representado em nossa casa pelo próprio elemento em piscina, fonte, aquário ou pela imagem em um quadro, numa tela ou ainda pela cor preto ou azul.

Fragmentos da natureza

 Diz o arquiteto Carlos Solano … “se em cada grão de areia está a montanha e em cada gota de água está o oceano ” … e eu completo … se em cada folha está a floresta …  

Estes elementos podem estar representados em nosso lar, através de vasos com plantas, fontes, pedras, flores, aroma, velas … enfim, nestes ” fragmentos da natureza”, pois entendo que está conexão nos trará a unidade, essencial a nossa vida, na nutrição da harmonia e do equilíbrio.

 Estes elementos propostos, simbolicamente, tem uma segunda função que é a nossa demonstração de amor ao Planeta, uma forma de valorizar, oque consequentemente gera o interesse de cuidar e preservar a nossa fonte de riquezas naturais, se quisermos deixar algo para nossos descendentes.