Casa Cor 2009 e a proposta de sustentabilidade

A Casa Cor, maior mostra de arquitetura, decoração e paisagismo da América Latina, propôs, em 2009, um desafio para todos os profissionais envolvidos no projeto: apresentar as novas tendências do ramo de uma maneira sustentável. A ideia é mostrar aos visitantes que ambientes sustentáveis não são sinônimos de lugares rústicos e primitivos.

 Primitivismo, pouco conforto e qualidade, falta de beleza e ausência de sofisticação. Todas essas características ainda aparecem na cabeça de muita gente quando se fala em casas sustentáveis. Para mudar essa ideia equivocada e fazer as pessoas entenderem de uma vez por todas que sustentabilidade significa, antes de tudo, inovação e criatividade para melhorar a qualidade de vida e diminuir os impactos do planeta, a Casa Cor  – maior mostra de arquitetura, decoração e paisagismo da América Latina – adotou o tema sustentabilidade para o ano de 2009. 

Em parceria com o Grupo Sustentax , que é especialista em estratégias corporativas sustentáveis, o evento ofereceu assistência para todos os profissionais envolvidos na criação dos ambientes, afim de que as 14 “casas”, espelhadas por todo o Brasil, seguissem os requisitos e critérios básicos da sustentabilidade. 

O resultado vai poder ser conferido pelos moradores das cidades de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia, Goiás, Rio de Janeiro, Campinas, Brasília, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Ceará, Pernambuco e Sorocaba, a partir de maio. 

Planeta Sustentável por Débora Spitzcovsky

Onde entra sol, não entra médico !

As casas respiram ! Inspiram céu, sol e paisagem. Expiram sensações e sentimentos, transformados em formas e cores. As casas, assim como os homens, nascem, vivem e morrem.

E sonham !

 Cada gesto humano, assumido entre quatro paredes, torna-se um sonho gravado nesta memória de pedra e barro. Assim, casas e cidades vão retratando aquilo que somos, vão refletindo a paisagem interna da nossa alma, criando lugares que ainda não existiam. Algumas casas são tristes e doentes, outras esbanjam saúde.

O segredo das casas saudáveis ?  Um estilo de vida mais humano e natural, que inclui as construções.

” Onde entra o sol, não entra médico “

diz o ditado. E também devem entrar o ar puro, a terra, a vegetação, a água limpa, o céu aberto, o silêncio… Se nos isolamos da natureza, nos debilitamos.

… Uma casa saudável deve ser, então,  uma sábia e engenhosa casa natural, pois natural é ” aquilo que é conforme o lugar e o ser “, ou seja, é vida !  A casa natural não despreza o mundo do artifício, da arte e da tecnologia, cuja função deve ser a de colocar-se a serviço dos lugares e dos seres.

O que favorece a qualidade de vida na casa é a localização e os materiais. E também as formas, as cores e o conforto da temperatura e dos sons. Quanto à localização, o ideal é que a casa esteja protegida do vento forte, do ruído, de cheiros e de vistas desagradáveis. Distante de redes de alta tensão e transformadores, pois o efeito desse tipo de radiação pode debilitar o corpo.

Quanto aos materiais da construção, os mais próximos da natureza, como o barro, a pedra e a madeira são os melhores … são porosos, renovam o ar e possuem um incrível potencial para equilibrar a vida, pois restabelecem a perdida conexão com a terra.

Sim, desta forma, mesmo na cidade e em altos edifícios, podemos ativar as forças da natureza dentro da casa. 

Se ” em cada grão de areia está a montanha e em cada gota de água está o oceano “

então podemos convidar essas forças curativas a participar novamente da nossa vida, por meio dos fragmentos da paisagem natural : água em jarros e fontes, seixos, pedras, plantas e flores, tecidos e fibras vegetais, aromas naturais , fogo (ou velas), bem como cerâmicas, quadros e fotos de paisagens.

Fonte : Revista Bons Fluidos por Carlos Solano.

Como reaproveitar a água da chuva em residências?

 agua3É preciso construir um sistema para captação, filtragem e armazenamento de água. A captação é feita com a instalação de um conjunto de calhas no telhado, que direcionam a água para um tanque subterraneo ou cisterna, onde ela será armazenada. Junto a esse reservatório, é necessário instalar um filtro para retirada de impurezas, como folhas e outros detritos, e uma bomba, para levar o líquido a uma caixa d’água elevada separada da caixa de água potável. Embora não seja própria para beber, tomar banho ou cozinhar, a água de chuva tem múltiplos usos numa residência.

Entre eles, a rega de canteiros e jardins, limpeza de pisos, calçadas e playground e lavagem de carros ( gastos que representam cerca de 50% do consumo de água nas cidades ), além da descarga de banheiros e lavagem de roupas. Para isso, no entanto, é preciso alterar as tubulações já existentes e construir um sistema paralelo ao da água potável.

Algumas empresas, como a catarinense Bella Calha  www.acquasave.com.br, oferecem sistemas completos de aproveitamento de água de chuva. Eles podem ser instalados em casas e prédios já construidos ou ainda  em obras. Nos edifícios prontos, o reaproveitamento será para as áreas comuns, já que o custo de criar uma rede paralela de água em cada apartamento torna a empreitada inviável.

Fonte : Revista Vida Simples por Yuri Vasconcelos

 Veja video do sistema na matéria exibida na Tv Futura :

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=MaWhC63Neqg[/youtube]

O Sal da terra

Tenho postado temas relacionados a casa, ao bem estar de seus moradores, do fluir das energias. E não dá para deixar de falar de sustentabilidade… de cuidar do nosso Planeta, da CASA de todos os homens, dos animais,das plantas, dos minerais.

Podemos fazer a nossa parte , mas ” …vamos precisar de todo mundo… um + um é sempre mais que dois ” já dizia o cantor e compositor Beto Guedes, que neste video, na voz do Roupa Nova e da Ivete Sangalo toca o coração:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=dDiA17ZgrKM[/youtube]